Suspensão do simulador de direção

Simulador de direção usado na preparação de novos condutores foi suspenso

Você planeja tirar a carteira nacional de motorista ainda esse ano? Então é bom ficar atento, pois a partir de setembro o simulador não será mais obrigatório. A suspensão do simulador de direção foi aprovada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e publicada no Diário Oficial da União no dia 17 de junho. Com isso, o uso do simulador se tornará facultativo.

A suspensão do simulador de direção foi anunciada pelo ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas no dia 13 de julho. Na época ele afirmou que os simuladores não possuíam eficácia comprovada no processo de formação de novos condutores. Segundo o ministro, o uso do equipamento apenas aumenta o custo para quem quer tirar a primeira habilitação.

Suspensão do simulador de direção x redução de custos

A expectativa é que, como a suspensão do simulador de direção, o valor cobrado pelos Centros de Formação de Condutores, mais conhecido como autoescolas, seja reduzido. Além disso, a medida reduz a quantidade de horas/aulas que passarão de 25 para 20, para quem tirar a CNH na categoria B. Já para a categoria A serão necessária no mínimo 15h/aula. Contudo, em ambos os casos, o candidato a condutor precisará de pelo menos 1h/aula no período da noite. Com relação aos condutores de ciclomotores, serão exigidos no mínimo 5h/aula.

Saiba mais

O simulador deveria ter se tornado obrigatório em 2013, após prazo dado aos donos das autoescolas para a aquisição do equipamento.  Contudo, em fevereiro de 2014, os donos de autoescolas protestaram sobre a medida nas proximidades do Congresso Nacional. Em julho de 2014, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) tornou opcional o seu uso. Em 2015, os simuladores de direção tornaram-se obrigatório novamente. Porém, em julho desse ano os simuladores de direção deixaram novamente de serem obrigatórios.

×

Fale via WhatsApp

× WhatsApp