Pastilha de freio, tudo sobre esse item do carro

pastilha de freio
Pastilha de Freio

Pastilha de freio é o tema hoje do nosso artigo. No último post falamos do sistema de freio do automóvel. Por isso, hoje vamos nos aprofundar um pouco mais em um dos itens desse sistema, a pastilha de freio. Componente do sistema de frenagem, a pastilha tem a função de reduzir a velocidade do veículo através do atrito com o disco de freio.

A pastilha de freio é composta por materiais como resina e metais em pó e isso faz com que a pastilha se desgaste mais durante o atrito. Contudo, o disco de freio é mais resistente já que ele é feito em sua maior parte por ferro fundido.

Funcionamento da pastilha de freio

Vamos entender agora como as pastilhas funcionam no momento da frenagem. Dessa forma, imagine que você está dirigindo seu carro e que, de repente, precisou acionar o pedal de freio. Quando você pisa no pedal é acionado o servo freio. Esse componente tem a função de transferir a força do freio para o cilindro mestre, que usa o fluído de freio para empurrar os pistões que ficam nas pinças de freio. Logo, as pastilhas são empurradas contra o disco de freio. Com isso, quanto mais fundo você pisar no pedal, mais a pinça de freio irá comprimir o disco, aumentando o atrito.

Tipos de pastilha de freio

São quatro os tipos de pastilhas de freio, sendo elas:

Pastilha de composto orgânico: sua base é celulose e resina fenólica. Esse tipo de pastilha gasta menos o disco de freio e são mais silenciosas, além disso tem um custo beneficio maior em relação aos demais tipos de pastilha. Porém, seu ponto fraco é a durabilidade, que é bem menor comparada as demais. Além disso, nas altas temperaturas essa pastilha tem como risco a degeneração.

Pastilha de composto semi-metálico: são pastilhas que possuem em sua composição resina, metais como alumínio entre outros. Ela tem o custo mais elevado que as pastilhas orgânicas, porém tem uma durabilidade bem maior que as orgânicas. Além do preço, que é um ponto negativo, essas pastilhas geram mais ruídos devido a sua composição e também desgastam mais o disco de freio.

Pastilha de composto metálico: elas têm maior durabilidade e geram menos ruído. Por outro lado, seu desempenho nas frenagens é progressiva. Enfim, o preço desse tipo de pastilha é um pouco mais elevada, pois sua qualidade e desempenho é bem superior.

Pastilha de composto sinterizado: ela é composta por cerâmica e mistura de metais em pó. Além disso, essa pastilha é mais silenciosa, tem alta durabilidade e seu desempenho é superior as demais pastilhas apresentadas, tanto em baixa temperatura como em alta temperatura. Porém, o valor é um dos pontos fraco da pastilha que pode chegar a custar duas vezes mais que uma pastilha comum. Além disso, quando a pastilha está fria ela perde um pouco de eficiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Fale via WhatsApp

× WhatsApp